(Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)
Justiça

Juiz aceita pedido do MP e determina prisão imediata de João de Deus

Responsável pela comarca de Abadiânia, o juiz Fernando Chacha acolheu o pedido dos promotores de Justiça da cidade e determinou a prisão imediata de João de Deus.

O médium – acusado em mais de 300 denúncias por estupro, assédio e pedofilia – já está sendo procurado pela polícia.

João de Deus, segundo confirmado pela assessoria de imprensa da Casa Dom Inácio de Loyola, estaria repousando em uma chácara de Anápolis.

Manifestação

Nesta quinta-feira (13), um grupo de apoiadores do religioso realizaram durante a tarde uma passeata no pequeno município goiano.

Vestidos de branco, eles seguravam cartazes com frases dizendo “João, nós estamos com você”.

Quer comentar?

Comentários