Imprensa

Após escândalo, Polícia Civil revela que está vasculhando vida pregressa de João de Deus

Os relatos de abuso sexual supostamente praticados por João de Deus, e veiculados na madrugada do último sábado (08), no Conversa com Bial, da Rede Globo, escandalizou muita gente, mas não surpreendeu a Polícia Civil.

Delegado-geral da corporação em Goiás, André Fernandes Almeida revelou à imprensa que desde outubro já havia determinado ao Serviço de Inteligência da Polícia Civil para levantar todas as informações possíveis contra o médium de Abadiânia.

Inclusive, a recomendação é para não se ater apenas aos casos de violência sexual, mas também de estelionato e exercício ilegal da medicina que remontam ao período militar.

Naquela época, devido à proximidade de João de Deus com os generais, os casos foram arquivados. Agora, a possibilidade de todos eles serem reabertos é real.

João de Deus, o médium dos poderosos e celebridades. (Foto: IstoÉ)

Outra consequência desagradável ao espírita deve ser o afastamento de personalidades do mundo da fama, política e até do Judiciário que antes o procuravam para bênçãos, “curas” e aconselhamentos.

Na lista estão ex-presidentes da República, apresentadores de televisão, atores, modelos, ministros do STF e empresários.

Quer comentar?

Comentários